Notícias

20 de novembro de 2020“O inferno se manifestou”: Família volta à Igreja após vivenciar infestação demoníaca em casa

Recebemos um telefonema desesperado de um homem em Indiana (EUA) que era batista não praticante, e sua esposa não era crente. Eles tiveram dois filhos.

Eles recentemente herdaram a casa deles de parentes.

O homem que anteriormente morava na casa era conhecido por ter molestado menores e também envolvido com ocultismo. Ele morreu em abril e eles se mudaram por volta de junho.

Pouco depois de se mudarem: “O inferno se manifestou”… literalmente.

Eles viam figuras escuras e sombrias. Ocorreram quedas radicais de temperatura em locais isolados da casa, por exemplo, de 21 graus para -1º C. O cachorro latia incontrolavelmente. As crianças ouviam uma “voz” do porão chamando-as.

Eles frequentemente ouviam barulhos estranhos e batidas. À noite, houve uma “presença” que atingiu o peito do pai e o imobilizou. Ele não conseguia se mover e mal conseguia respirar. Quando isso aconteceu, ele ordenou em voz alta: “Em nome de Jesus, saia de cima de mim!” Ele fez isso três vezes e tudo parou.

Eles continuaram a ouvir estrondos altos e uma voz dizendo “ei” e assobiando. Parecia que alguém estava pulando no andar de cima e objetos balançando na sala.

A filha sentiu algo tocar sua perna e ela viu uma sombra. As gavetas da cozinha se fechavam. Eles ouviam sons como se alguém estivesse andando por aí. A esposa sentiu uma brisa de ar enquanto estava no banho e parecia que algo estava tomando banho com ela.

O primeiro padre que eles contataram parecia cético. Ele perguntou se eles tinham ratos.

Eles obviamente ficaram chateados e disseram: “Essas coisas são muito reais, muito assustadoras e muito desagradáveis. Eu acho que até que alguém experimente essas coisas, não entenderá o que estamos passando e como isso afetou tudo”.

A família inteira estava apavorada e dormia junta no mesmo quarto à noite.

Era uma emergência. Isso pode destruir uma família e sua saúde emocional. Então, entrei imediatamente em contato com o padre católico da paróquia próxima. Ele disse que estava prestes a sair de férias no dia seguinte. Expliquei-lhe a situação e ele largou tudo e exorcizou a casa naquela noite. Deus o abençoe!

Poucos dias depois, entrei em contato com o pai da família. “Como estão as coisas?” Ele respondeu: “Eu diria que as coisas estão melhores porque antes estavam muito mal. Os sons de passos no chão e de batidas voltaram. Mas não é tão ruim assim”.

Depois que o padre voltou das férias, pedi-lhe que exorcizasse a casa uma segunda vez, o que ele fez. Já se passou mais de um ano e tudo continua quieto na casa. A infestação demoníaca aparentemente acabou.

Não havia dúvida de que a casa estava infestada. Primeiro, havia uma razão clara para a presença de demônios.

O proprietário anterior molestou menores e praticou o ocultismo – duas grandes portas demoníacas. Eles eram basicamente pessoas sãs e a esposa nem mesmo acreditava nessas coisas (até recentemente).

Os sintomas relatados eram sinais clássicos de uma infestação demoníaca. E eles ficaram tão apavorados que dormiram no mesmo quarto. Felizmente, havia um padre generoso nas proximidades que ajudou. Além disso, foi ótimo ter levado apenas duas sessões. Com presenças demoníacas profundamente enraizadas, pode demorar mais.

Não é de surpreender que essa família agora se sente nos bancos da frente de sua igreja aos domingos. O pai me disse: “Nós desenvolvemos um vínculo muito forte com o padre e outros membros da igreja”.

Ele acrescentou: “Agradecemos a Deus e continuamos a agradecer a Deus pelas bênçãos que ele nos deu”.

Bendito seja Deus!

Este testemunho foi postado originalmente no Blog do Exorcista.

[Leia também: Tudo sobre a oração de libertação e como fazê-la em casa]
[Leia também: Como libertar sua comunidade ou seu país do demônio? O Pe. Fortea explica com esta poderosa oração]

Voltar

Comunidade Católica - Maria Mater Familiae
(84) 3222-3458 / 3211-8874
mariamater@mariamater.com.br